A obediência energética da Europa está a revelar-se uma poderosa arma de Putin? Ligue 910024185 e entre em direto no Contra-Fluente

770 contra corrente jmf e helena matos

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem aproximação livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A partir desta quinta-feira, as empresas de virilidade alemãs estão autorizadas a voltar a utilizar as centrais térmicas a carvão.

É um recuo muito significativo numa fundura em que se debate a utilização ou não de virilidade nuclear e cresce a impaciência sobre se a Rússia retomará ou não o fornecimento de gás através do Nord Stream 1. Esta crise energética justifica que regressemos aos temas da guerra no Contra-Fluente, até porque pode vir aí um Inverno muito complicado.

Berlim dá “luz verdejante” à reativação de centrais elétricas alimentadas a carvão

Entre as 10h10 e as 12h00 pode dar a sua opinião e falar em direto com José Manuel Fernandes e Helena Matos. Basta inscrever-se ligando para o 910024185. Pode também enviar mensagens de voz gravadas, com menos de 2 minutos, por Whatsapp para o 910024185. Se preferir, pode fazer neste item um observação escrito, que será lido no ar. E pode ainda enviar um e-mail com a sua opinião para ouvinte@observador.pt.

Alemanha e Áustria retomam produção elétrica a carvão para reduzir urgência de gás russo

Pode ouvir o programa em direto clicando cá. Pode também ouvir a Rádio Observador em fm, em 93.7 ou 98.7 na Grande Lisboa; em 98.4 no Grande Porto e Minho; e em 88.1 no província de Aveiro. O programa ficará disponível em podcast cá.

Leia também:

  • Os inquisidores em Famalicão

  • Das “rosas” à indemnização: as acusações de Tchizé

  • Mansão Reîa: consumir e dançar no areão da Caparica

  • Droga. Sala de ‘chuto’ no Porto “não resolve zero”

Leia também:

  • Putin e os russos

  • Objetivo é “encravar” a Ucrânia. Até onde?

  • Putin reúne-se com Presidentes iraniano e turco

  • Putin avisa Europa: “Consequências catastróficas”

Leia também:

  • Euro valeu menos que dólar, pela 1ª vez em 20 anos

  • Rússia “não tem coragem” para comportar roteiro

  • Luhashenko avisa: Poente quer invadir a Rússia

  • Berlim dá “ok” à reativação de centrais a carvão

Leia também:

  • O poder faz milagres?

  • Fisco e bancos? Reclame que vale a pena

  • Mais vale rematar com a Percentagem da Transparência

  • Explosivo no golf: Tiger Woods criticou jogadores

Natividade: https://observador.pt/2022/07/14/a-dependencia-energetica-da-europa-esta-a-revelar-se-uma-poderosa-arma-de-putin-ligue-910024185-e-entre-em-direto-no-contra-corrente/