Duas fábricas consumidas pelas chamas em Albergue-a-Velha – Portugal

O incêndio que deflagrou hoje ao início da tarde em Oliveira de Azeméis está a consumir duas fábricas no concelho vizinho de Albergue-a-Velha, revelou hoje o presidente da primeira dessas autarquias do região de Aveiro.

“A situação em Oliveira de Azeméis está mais controlada, mas o queimada entretanto alastrou a Albergue e neste momento está a consumir uma fábrica de madeiras que não tem o nome identificado, mas que, segundo populares da zona, é nas instalações da antiga Lusoparquê”, disse à Lusa o presidente da Câmara de Oliveira, Joaquim Jorge Ferreira.

O responsável supremo do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro, José Carlos Pinto, acrescentava às 22:00 que havia já outra unidade industrial a chamejar: “É uma serralharia. E há outras fábricas com alguns problemas, mas a de madeiras e a serralharia são as que estão em pior situação”.

Segundos dados do site da Poder Pátrio de Emergência e Proteção Social, às 22:07 o incêndio detetado inicialmente na freguesia de Pinho da Bemposta estava a ser combatido por 464 operacionais de dezenas de corporações da região Setentrião e Meio, apoiados por 144 viaturas terrestres.

O incêndio chegou a ter vários focos a lavrar em simultâneo, sendo que, antes de anoitecer, também implicou o trabalho de três meios aéreos.

“A situação é gravíssima para Albergue-a-Velha, sobretudo porque a fábrica de madeira é mesmo na grande zona industrial do concelho e há lá muitas empresas que podem permanecer em risco”, realça Joaquim Jorge Ferreira.

O comandante José Carlos Pinto refere que, além das altas temperaturas, também o vento possante está a dificultar a mediação dos operacionais no terreno, pelo que, sobretudo em Albergue, “o trabalho dos bombeiros ainda está para insistir”.

As chamas cortaram a autoestrada A1, de tratado com a Proteção Social, na zona de Albergue.

Também a concessionária — a Brisa — daquela autoestrada confirmou o namoro ao trânsito rodoviário.

“A Brisa Licença Rodoviária informa que a A1 se encontra cortada ao trânsito, nos dois sentidos de circulação, entre Aveiro Sul e Estarreja, devido a um incêndio”, lê-se num transmitido enviado às redações.

A Brisa “agradece a compreensão dos automobilistas e dos utilizadores desta superfície de serviço”, acrescenta.

O incêndio deflagrou esta tarde, pelas 12:54, no lugar da Senhora da Ribeira, na freguesia de Pinho da Bemposta, em Oliveira de Azeméis, e a instabilidade do vento fez com que chamas chegassem a Albergue-a-Velha.

As chamas avançaram nos últimos minutos sobre a zona Industrial de Albergue-a-Velha, estando a ser combatidas por 460 bombeiros, apoiados por 140 viaturas.


Manadeira: https://www.cmjornal.pt/portugal/pormenor/duas-fabricas-consumidas-pelas-chamas-em-albergaria-a-velha