Gestão Biden convida família de jornalista morta na Cisjordânia a ir a Washington – Mundo

O superintendente da diplomacia norte-americana, Antony Blinken, convidou a família da jornalista Shireen Abu Akleh, morta em maio quando efetuava uma reportagem na Cisjordânia ocupada, para uma reunião em Washington, anunciou esta quarta-feira um mentor da Lar Branca.

O secretário de Estado norte-americano “convidou a família para uma reunião nos Estados Unidos e para um contacto direto com ele”, avançou o mentor da Lar Branca para os assuntos de Segurança Vernáculo, Jake Sullivan, em declarações aos jornalistas a bordo do avião presidencial Air Force One, pouco antes da chegada do Presidente norte-americano, Joe Biden, a Israel para uma visitante solene.

No pretérito dia 8 de julho, a família de Shireen Abu Akleh, que tinha nacionalidade norte-americana e palestiniana, tinha solicitou uma reunião com Biden durante a visitante deste à região. Na mesma ocasião, a família da jornalista da Al Jazeera acusou Washington de encobrir o homicídio.

“Nós, a família de Shireen Abu Akleh, escrevemos-lhe para expressar a nossa dor, indignação e sentimento de traição pela resposta abjeta do seu Governo ao assassínio extrajudicial da nossa mana e tia pelas forças israelitas em 11 de maio de 2022”, assinalou a família na missiva enviada a Biden.

Na mesma epístola, os familiares também criticaram fortemente as conclusões da investigação norte-americana à morte da repórter.

De concórdia com um enviado do Departamento de Estado norte-americano, divulgado em 04 de julho, a estudo de peritos norte-americanos à projéctil que matou a jornalista não chegou a nenhuma epílogo definitiva sobre a origem do projétil.

A morte da jornalista veterana ocorreu durante uma irrupção de tropas israelitas na cidade de Jenin, e tanto os meios de notícia internacionais uma vez que as investigações das Nações Unidas descartaram a teoria israelita de que Abu Akleh poderia ter sido atingida por tiros de milícias palestinianas.


Manancial: https://www.cmjornal.pt/mundo/pormenor/administracao-biden-convida-familia-de-jornalista-morta-na-cisjordania-a-ir-a-washington