Giga Texas e Model Y já. Cybertruck e Semi em 2023

1024

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem chegada livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A inauguração da Gigafactory Texas decorreu durante um evento denominado Cyber Rodeo, designação normal num estado em que os cavalos são tão vulgares uma vez que as cabeças de mancheia ou os campos petrolíferos. As primeiras unidades dos Model Y ali produzidos começaram a transpor da risca de montagem – os Model 3 vão seguir-se ligeiramente mais tarde – e a ser entregues aos clientes, com Elon Musk a aproveitar a oportunidade para anunciar que, depois dos modelos mais pequenos da Tesla, será profundeza de prosseguir, já em 2023, com a pick-up Cybertruck e o tractor para semi-reboques Semi.

O evento texano contou com o poder político sítio, uma vez que seria de esperar e em perfeita sintonia com a presença dos governantes alemães na inauguração da Giga Berlim. À semelhança da primeira fábrica europeia da Tesla, também a sua congénere do Texas produzirá os Model 3 e Y, muito uma vez que as células para produção dos packs de baterias. Berlim vai também beneficiar da fábrica de células e de baterias, só que esta surgirá somente mais tarde. Provavelmente, uma forma da Tesla reagir ao “compelir de pés” das autoridades alemãs, favorecendo os construtores locais.

Mais importante do que o esperado arranque da produção no Texas, foi o facto de Musk, o CEO e maior accionista da Tesla, anunciar o início da comercialização de modelos aguardados há muito e em relação aos quais a marca norte-americana tem vários milhares de clientes à espera. Referimo-nos à pick-up Cybertruck, que entretanto já evoluiu em relação ao protótipo, que terá entre 1 e 3 milhões de pré-encomendas. Mas com a produção e entregas a arrancarem no próximo ano, vão ser necessário esperar alguns anos até que o último cliente que realizou a encomenda (ou a pré-encomenda) receba o seu veículo.

Tão importante quanto a Cybertruck é o facto de também o tractor Semi ter sido confirmado para 2023. Ambos estão prontos, em temporada final de desenvolvimento, aguardando somente a disponibilidade das baterias, formadas com células 4680, as cilíndricas maiores, com menores custos e maior eficiência e densidade energética. Só com estas células será provável fabricar a pick-up e o camião com as especificações e os preços anunciados. Veja cá uma vez que foi a protocolo:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Leia também:

  • A liberdade anti-liberal de Viktor Orbán

  • O massacre de Bucha e Alexandre Guerreiro

  • Exegeta pró-Putin defende “desucranianização”

  • “De Lisboa a Vladivostok.” O sonho idoso de Putin

Leia também:

  • Tesla. Vídeo da Giga Berlim confirma “segredos”

  • Tesla continua a crescer em 2022, mesmo sem Berlim

  • Chamou “bêbado” ao Autopilot. O juiz deu-lhe razão

  • Arrancou (finalmente) a fábrica da Tesla em Berlim

Leia também:

  • Esta moto é (só) para homens de barba rija

  • Fiat faz retornar o Topolino. Nem imagina uma vez que

  • Guerra na Ucrânia acelera Alemanha nas renováveis

Leia também:

  • As notícias da 1h

  • Os sonsos

  • Por cada artista que cai, um anjinho ganha asas

  • Uma crise de identidade

Nascente: https://observador.pt/2022/04/10/giga-texas-e-model-y-ja-cybertruck-e-semi-em-2023/