Impedido um dos suspeitos de ter baleado duas pessoas na Marinha Grande – Portugal

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira ter suspenso um dos suspeitos de ter baleado duas pessoas, em junho, na Marinha Grande, na sequência de uma controvérsia de trânsito.

Num transmitido, a PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria e em interrogatório dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, informou que na terça-feira deteve o suspeito, “presumível coautor de dois crimes de ofensas à integridade física qualificada e detenção de arma proibida”.

Os factos ocorreram em 17 de junho, na zona da Marinha Grande, onde mora o arguido, de 29 anos.

“Posteriormente uma controvérsia de trânsito, os dois suspeitos muniram-se de uma arma de queimação, vindo a disparar e a atingir as duas vítimas, nos membros inferiores, posteriormente o que se puseram em fuga”.

Presente hoje a primeiro interrogatório judicial, o juiz de instrução criminal determinou, porquê medida de filtração, a obrigação de permanência na habitação, sendo que, até estarem reunidas as condições, o arguido vai permanecer em prisão preventiva, disse à dependência Lusa nascente da PJ.

Em 17 de junho, a Lusa noticiou que dois homens foram baleados na Marinha Grande, tendo as vítimas sido transportadas para o hospital de Leiria com ferimentos ligeiros.

“As vítimas foram baleadas nas pernas por ocupantes de um veículo, já identificado pela PSP, sendo que os suspeitos estão em fuga”, esclareceu na ocasião o comandante distrital de Leiria da PSP, superintendente José Figueira, acrescentando que, por se tratar de um transgressão contra a vida, a investigação transitou para a Polícia Judiciária.


Manancial: https://www.cmjornal.pt/portugal/pormenor/detido-um-dos-suspeitos-de-ter-baleado-duas-pessoas-na-marinha-grande