Lume isola aldeias e obriga a retirada de habitantes no Parque Pátrio da Peneda Gerês

O incêndio que lavra desde terça à noite na superfície do Parque Pátrio da Peneda Gerês (PNPG) intensificou-se nas nas últimas horas, isolou as aldeias de Lourido e Ermida e obrigou à retirada de 20 habitantes das suas casas, por sobreaviso, no lugar de Froufe, no município de Ponte da Barca.

O autarca de Ponte da Barca, Augusto Oceânico, relatou (tapume das 00.15 horas), “momentos de muita tribulação”, com o queimação a progredir em direção a habitações. “Tivemos de excretar uma localidade, Froufe, e agora existem mais três que carecem de atenção: Lourido, Ermida e Sobredo. Tentei deslocar-me a Lourido, mas já não conseguir passar porque o queimação estava a bloquear a estrada, o que significa que aquela população está neste momento isolada. Tanto Lourido porquê Ermida são servidas pela mesma estrada. Estamos a falar de aldeias de serra”, contou o presidente da Câmara, adiantando que “Sobredo tem vários acessos e, desse ponto de vista, não é tão preocupante. “Mas não consigo medir qual é a situação”, referiu.

“Preocupa-nos a frente de queimação que se está a trasladar para aquelas zonas e sobretudo o fumo, principalmente porque temos ali população mais idosa e com problemas de saúde, que podem complicar-se com a inalação de fumo”, relatou. “Vamos calcular a premência de excretar também aquelas localidades”, acrescentou.

O autarca afirma que o município tem logística pronta para a eventualidade de realojar mais pessoas. De Froufe, os 20 habitantes, entre os quais uma pessoa acamada e outra “mais frágil a necessitar de cuidados, por problemas de saúde, estão recolhidas no núcleo de dia de Entre-Ambos-os-Rios. “O município tem meios para as alojar. Algumas já manifestaram que vão para junto de familiares e para outras providenciaremos alojamento”, disse.

Nascente incêndio deflagrou tapume das 23 horas de terça-feira em Cidadelhe, Lindoso, e alastrou na quarta-feira a Mosteirô, lugar da freguesia vizinha de Britelo. Durante a noite, foram retirados das suas habitações 29 moradores desta última localidade, por sobreaviso e estratégia de combate ao queimação. Os mesmos regressaram a vivenda horas depois. Porém, o queimação continuou a não dar tréguas e alastrou a Entre-Ambos-os-Rios, Ermida e Germil.


Manancial: https://www.jn.pt/pais/noticias/viana-do-castelo/ponte-da-barca/fogo-isola-aldeias-e-obriga-a-retirada-de-habitantes-no-parque-nacional-da-peneda-geres-15021206.html