Moreirense sobrevive em Barcelos e soma vitória importante

Gilistas voltam a dar-se mal em vantagem numérica, num jogo em que acertaram por quatro vezes nos ferros da limite adversária. Cónegos ganham um importante balão de oxigénio na luta pela permanência na Liga.

A primeira secção do dérbi minhoto foi viva e ficou marcada pelas duas bolas no ferro da limite cónega, por Fran Navarro, depois mau tardada de Artur Jorge, e Leautey, na sequência da melhor jogada do primeiro tempo.

Os dois lances aconteceram num espaço de poucos minutos e antecederam a melhor chance do Moreirense, desperdiçada por Rafael Martins, na recarga a uma resguardo incompleta de Frelih.

Nos instantes iniciais da segunda secção, Fábio Pacheco foi expulso, por falta sobre o só Fran Navarro, deixando a equipa de Sá Pinto em dificuldades.

No entanto, tal porquê aconteceu em Arouca, na ronda anterior, o Gil Vicente não se deu muito a jogar em superioridade numérica e viu o competidor edificar uma vantagem de dois golos, bisou Jefferson.

Ainda houve tempo para mais uma esfera ao ferro da limite do Moreirense, a terceira no jogo, desta feita depois remate de Elder Santana, e para o tento de hora dos locais, assinalado por Samuel Lino. Na ressarcimento, foi a vez de Boubacar assestar no poste da limite do Moreirense.

No entanto, a vitória não fugiria aos cónegos, que com os três pontos somados em Barcelos subiram ao penúltimo lugar, com 23 pontos. Já os gilistas mantêm-se no 5.º posto, com 46 pontos.


Manadeira: https://www.jn.pt/desporto/moreirense-sobrevive-em-barcelos-e-soma-vitoria-importante-14756496.html