Município de Esposende declara alerta municipal posteriormente derrocada mortal – Portugal

A Câmara de Esposende declarou, esta quinta-feira à noite, o estado de situação alerta municipal.

Leste estado está em vigor desde as 20h00. Em enviado, o município informa que na sequência da derrocada que aconteceu, na quarta-feira, em Palmeira de Faro, a medida tem efeitos na zona afetada, entre os lotes seis e 14, na rua Artur Barros Lima. Em termos concretos, implica a interdição à zona afetada e, consequentemente, o realojamento de oito famílias – moradores da dimensão em risco – correspondente a oito casas. Assim, a autonomia diligenciou o realojamento destas pessoas, sendo que duas famílias, num totalidade de 14 membros – sete adultos e sete crianças – , que irão permanecer em alojamentos providenciados pelo município e as restantes seis famílias, compostas por 10 adultos e quatro crianças, ficam alojadas em casas de familiares e amigos.

No enviado, informa ainda que a autonomia avançou com a realização de um estudo geotécnico, adjudicado a técnicos da Universidade do Minho, e, só posteriormente as conclusões do trabalho – das quais prazo ainda não é provável estabelecer – “será provável definir os eventuais passos que se seguirão, nomeadamente o retorno das pessoas às suas habitações”. De resto, esclarece o município que, desde a primeira hora, tem estado a “seguir a situação, garantindo o espeque psicológico aos familiares das vítimas e aos moradores das habitações contiguas”.

Sobre a lar em que aconteceu a tragédia que vitimou mortalmente um par de 22 anos, a autonomia reforça que “a habitação afetada se encontra licenciada e dispõe de autorização de utilização, sendo que o processo de licenciamento, datado de 1994, decorreu com normalidade”.


Manancial: https://www.cmjornal.pt/portugal/pormenor/municipio-de-esposende-declara-alerta-municipal