Pela primeira vez, sondagem dá vitória a Le Pen frente a Macron na segunda volta das presidenciais francesas

GettyImages 1389113081 scaled

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem aproximação livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Poderá ser uma das maiores mudanças na política europeia e marcar uma viragem no cenário da Europa. Pela primeira vez, uma sondagem coloca Marine Le Pen primeiro de Emmanuel Macron, ainda que a diferença seja residual: o atual Presidente consegue 49,5% contra 50,5% daquela que aparenta ser a sua maioria opositora nestas eleições presidenciais.

Segundo uma sondagem publicada esta quinta-feira pela empresa Atlas Intel, Macron deverá vencer a primeira volta das eleições presidenciais francesas com murado de 27% das intenções de voto, ao passo que Le Pen não deverá superar os 21%. Com 18%, segue-se o líder da esquerda, Jean-Luc Mélenchon. No mesmo espetro político da líder da Frente Pátrio está Éric Zemmour, que não deverá superar os 12%. Seguem-se ainda Valérie Pécresse (5,1%), Yannick Jadot (4,8%) e Nicolas Dupont-Aignan (2,9%).

France, Atlas Politico poll:

Presidential run-off election

Le Pen (RN-ID): 50.5%
Macron (EC-RE): 49.5%

Macron (EC-RE): 54%
Mélenchon (LFI-LEFT): 46%

Fieldwork: 4-6 April 2022
Sample size: N/A
https://t.co/Q3N85NmqYU pic.twitter.com/P3jlBNE3QY

— Europe Elects (@EuropeElects) April 7, 2022

Na segunda volta, Emmanuel Macron continuaria a lucrar a todos os candidatos, à exceção de Marine Le Pen contra a qual obteria um empate técnico. Por sua vez, Mélenchon morderia os calcanhares ao Presidente galicismo, angariando 46,1% dos votos (contra 53,9%). Já contra o outro líder da extrema-direita francesa, Éric Zemmour, Macron obteria uma vitória expressiva, conseguindo mais de 60% dos votos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A mesma sondagem mostra um outro sinal que deverá sobressaltar o atual dirigente de Estado: 57,6% dos inquiridos reprovam as últimas ações de Emmanuel Macron, havendo exclusivamente 33,6% que as aprovam. A situação económica é aquela que reúne mais críticas, com 22,1% a referir que esta é a sua principal preocupação, seguida de questões relacionadas com o poder de compra (18,2%).

Noutros tópicos importantes para definir o sentido de voto, 59,2% dos inquiridos acreditam que a imigração deve ser mais restringida — uma das bandeiras de Le Pen e Zemmour. No que diz saudação à União Europeia, a sondagem mostra que mais de 70% é em prol da permanência na organização contra 17% que se opõe.

Sobre a guerra na Ucrânia, os franceses parecem confirmar a ação do Presidente galicismo: 41,9% acredita que Macron tem uma “postura adequada, mas com pouco impacto”. 68,5% culpa Vladimir Putin pela invasão da Ucrânia e, apesar de a economia ser a espaço em que os inquiridos estão mais insatisfeitos, 61,4% dos inquiridos estão em prol das sanções à Rússia.

A primeira volta das eleições está marcada para o próximo domingo, enquanto a segunda — que reunirá os dois candidatos mais votados na primeira volta — ocorrerá a 24 de abril.

Leia também:

  • O que (não) se sabe sobre o ataque à Sonae

  • O massacre de Bucha e Alexandre Guerreiro

  • Comentador pró-Putin defende “desucranianização”

  • “Estamos a dar-lhes uma tareia. É o término de Putin”

Leia também:

  • França abre investigações por “crimes de guerra”

  • França. Chocolate Kinder retirado do mercado

  • França “preocupada” com execuções no Mali

  • França vai expulsar 35 diplomatas russos

Leia também:

  • Vídeo mostra ucranianos a matar militares russos

  • Acionado mecanismo de Estado de recta à Hungria

  • Crematórios móveis. O que se sabe sobre eles?

  • Bálticos deverão ser próximos alvos, diz oligarca

Leia também:

  • Bucha foi “uma situação muito encenada”, diz Kremlin

  • Ruben Guerreiro sétimo na Volta ao País Cantábrico

  • Portugal apoiaria embargo da UE a gás e petróleo

  • PCP vota contra embargo ao petróleo russo


Nascente: https://observador.pt/2022/04/07/pela-primeira-vez-sondagem-da-vitoria-a-le-pen-frente-a-macron-na-segunda-volta-das-presidenciais-francesas/