PJ investiga morte de jovem de 18 anos em residência universitária em Leiria

4w3a75290185

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem chegada livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar a morte de um jovem de 18 anos numa residência universitária em Leiria, na noite de quinta-feira. Era um estudante de Solicitadoria do Instituto Politécnico de Leiria que, segundo expedido da PSP, apresentava “lesões torácicas” que terão levado à morte.

No expedido enviado à informação social, a PSP não confirma a primeira informação que foi transmitida pela polícia – segundo a CNN Portugal, a PSP teria permitido que o incidente estava relacionado com uma praxe académica. O documento confirma, somente, que a PSP ainda executou “diligências urgentes” para “identificar outros cidadãos relacionados com a ocorrência” mas “por não estarem claras as causas da morte, contactou o órgão de polícia criminal que detém a cultura para investigar os factos em questão”, ou seja, a PJ.

Segundo manancial da PJ citada pela Lusa, “todos os cenários estão em acessível”. “Estamos a investigar e não confirmo algumas informações que estão a rodear”, adiantou à dependência Lusa a mesma manancial.

A PSP indica que “pelas 23h00″ foi recebido no Meio de Comando e Controlo Operacional do CD Leiria, um telefonema de um pessoal, comunicando que tinha falecido um jovem, no Hospital de Santo André, em Leiria, que tinha oferecido ingresso naquela unidade hospitalar”. Posteriormente esse telefonema, “os polícias de serviço deslocaram-se ao lugar e contactaram o pessoal médico que assistiu o jovem, infelizmente falecido, apurando que o mesmo tinha 18 anos, que deu ingresso no Hospital de Santo André, ontem, pelas 19h30, em paragem cardiorrespiratória”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No expedido também pode ler-se que, nesse momento, “foi perfeito que foi recebida uma chamada no número pátrio de emergência 112, ontem, pelas 19h11, comunicando a urgência de acionamento de assistência médica para um jovem, que alegadamente tinha sofrido um acidente doméstico, tendo sido acionada uma ambulância para o lugar”. E a PSP também registou que “o jovem falecido apresentava lesões torácicas que poderiam estar relacionadas com a culpa da morte”.

Aí, “a PSP desenvolveu as diligências urgentes destinadas a identificar outros cidadãos relacionados com a ocorrência e, por não estarem claras as causas da morte, contactou o órgão de polícia criminal que detém a cultura para investigar os factos em questão”. Segundo a CNN Portugal, poderá estar em culpa um acidente com um vidro.

Citado pelo jornal Região de Leiria, Joel Rodrigues, presidente da Associação de Estudantes da ESTG, afirmou que o jovem “estava em moradia”, que partilha com outros colegas do 1º ano do curso, e que “aparentemente terá sido um acidente em moradia”, em que terá ficado ferido com vidros, na zona do abdómen, desconhecendo-se ainda o contexto em que terá sucedido.

Leia também:

  • O que (não) se sabe sobre o ataque à Sonae

  • O massacre de Bucha e Alexandre Guerreiro

  • Exegeta pró-Putin defende “desucranianização”

  • “Estamos a dar-lhes uma maçada. É o termo de Putin”

Leia também:

  • Morte de PSP. Suspeito pediu para ser ouvido 

  • PSP detém varão por tráfico e cultivo de droga

  • PSP: Portal do Vigilante para seguranças privados

  • Troada. “É preciso substanciar a presença policial”

Leia também:

  • A internet e a ideologia trans

  • Menino ucraniano sumido encontrado morto

  • Supremo confirma pena máxima do pai de Valentina

  • Guerra aumenta fome de crianças em África

Leia também:

  • Costa Silva estreia-se e já com promessas no bolso

  • Marcelo pede reconhecimento da comunidade cigana 

  • Colisão rodoviária corta trânsito na A22

  • Incêndios. Engenheiro réu de 16 crimes

Manancial: https://observador.pt/2022/04/08/pj-investiga-morte-de-jovem-de-18-anos-em-residencia-universitaria-em-leiria/