Quer o EQE ou o EQS com mais 60 cv ou 90 cv? A Mercedes vende

novo mercedes eqe suv e amg eqe suv 1 1

A teoria de cobrar um pouco mais aos clientes que querem melhorar os seus veículos não é propriamente uma novidade, sobretudo desde a chegada dos veículos eléctricos, sempre conectados e com a possibilidade de modificarem o seu software remotamente, através de actualizações efectuadas over-the-air (OTA). Daí que a Mercedes tenha determinado vender a possibilidade de incrementar a potência de alguns dos seus modelos eléctricos, mediante uma assinatura mensal ou anual.

A proposta arrancou no mercado norte-americano, onde foi permitido aos EQE e EQS aumentar a potência das suas mecânicas. As versões em pretexto são o Mercedes EQE 350 4Matic e o Mercedes EQE SUV 350 4Matic, que vêem a potência subir dos originais 290 cv para 350 cv, um salto de 60 cv, posteriormente a cobrança de uma mensalidade de 100 dólares ou uma anuidade de 1200 dólares.

Pelo mesmo valor, a gama EQS também beneficiou de um upgrade OTA específico para as versões 450 4Matic, envolvendo a berlina e o SUV. Neste caso, o incremento é de 355 cv para 445 cv, uma melhoria de 90 cv.

Nos EUA já é verosímil incrementar a potência dos eléctricos da Mercedes EQE e EQS, em versão berlina e SUV, em 60 ou 90 cv. Resta esperar que a tendência alastre a outros mercados, porquê o português

Estes aumentos de potência são propostos aos clientes através do site da marca, numa operação exclusivamente online. A Mercedes não é o único construtor a esgrimir nascente argumento mercantil para substanciar a facturação, uma vez que a BMW e a Audi já recorreram a soluções similares, inclusivamente em Portugal, ainda que não relacionadas com a potência dos motores.

Esta compra de potência não está ainda a ser proposta no mercado pátrio, pelo menos segundo o site do construtor. No entanto, é altamente improvável que se fique exclusivamente pelo mercado norte-americano. Isto porque haverá sempre clientes dispostos a remunerar um pouco mais para usufruir de uma capacidade de aceleração superior, fruto da potência suplementar, o que pode permitir um proveito entre 0,8 a 1,0 segundos na aceleração de 0-100 km/h.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Leia também:

  • Cinco portugueses contam porquê é viver no Qatar

  • Um a um, os 8 estádios do Mundial do Qatar

  • Um a um, os 8 estádios do Mundial do Qatar

  • Por fim não era um treino contra os coletes verdes

Leia também:

  • EQE e EQS. Desconto de até 33 milénio dólares na China

  • Mercedes quer proteger a China, onde vende 40%

  • Mercedes-AMG One esmaga Porsche no Nürburgring

  • As 15 marcas de automóveis mais valiosas do mundo

Leia também:

  • Eu só quero…que me aqueçam neste Inverno!

  • Ionity reivindica 430 estações no 5.º natalício

  • Portugal reforça financiamento a Filial Espacial

  • Nissan abre portas para o X-Trail. Desde 49.000€

Leia também:

  • Professores em greve a partir de 9 de dezembro

  • Plebe em protesto no Brasil a 12 de novembro?

  • Lisboa está “enxurro de alojamento sítio ilícito”

  • Nenhum português entre os astronautas da ESA

Manadeira: https://observador.pt/2022/11/23/quer-o-eqe-ou-o-eqs-com-mais-60-cv-ou-90-cv-a-mercedes-vende/