Ronaldo vai ser ouvido pela polícia britânica depois de incidente com jovem sectário

GettyImages 1239866674

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem aproximação livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Nunca é fácil mourejar com as emoções em momentos difíceis porquê aquele que estamos a passar. Porém, temos sempre de ser respeitosos, pacientes e de dar o exemplo para todos os jovens que amam oriente jogo. Queria pedir desculpa pela minha explosão e, se provável, gostaria de convocar oriente sectário para ver um jogo em Old Trafford porquê um sinal de fairplay e desportivismo.”

Foi assim, com poucas frases e em formato de ato de contrição, que Cristiano Ronaldo pediu desculpa por oriente sábado ter atirado o telemóvel de um jovem sectário do Everton ao soalho enquanto saía do relvado de Goodison Park e na sequência da guião do Manchester United. O incidente, embora plangente, parecia estar encerrado — mas oriente terá sido exclusivamente o primeiro capítulo.

A guião, a dificuldade em controlar as emoções e o pedido de desculpas. Ronaldo destrói telemóvel de sectário do Everton

Já oriente domingo, a polícia de Merseyside anunciou que abriu uma investigação ao caso e vai “falar com todas as partes envolvidas” — ou seja, vai falar com Cristiano Ronaldo. “A polícia de Merseyside pode confirmar que está a levar a cabo uma investigação no seguimento do incidente no jogo entre Everton e Manchester United, em Goodison Park, envolvendo um jogador do Manchester United”, pode ler-se no comunicado das autoridades, citado pelo jornal Telegraph.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ronaldo smashing someone’s phone at full time ???????? EFC pic.twitter.com/nw0XIK2enR

— EvertonHub (@evertonhub) April 9, 2022

Entretanto, a sisudez do momento subiu de tom com as declarações da mãe de Jake, o jovem de 14 anos, sectário do Everton, das quais telemóvel ficou destruído depois da atitude do capitão da Seleção Vernáculo. “Depois de o jogo ter terminado, os jogadores do Manchester United começaram a trespassar. Estávamos na bancada Park End e, por isso, estávamos mesmo perto do túnel quando eles passaram. O meu rebento estava a filmar todos os jogadores que passavam. Depois, baixou o telemóvel, porque o Ronaldo baixou a meia e a perna dele estava a sangrar. Ele baixou o telemóvel para ver e nem falou. O Ronaldo passou, com um péssimo, péssimo feitio, e tirou o telemóvel das mãos do meu rebento, tendo-o destruído e continuado a marchar. Fiquei a chorar e em choque. O Jake ficou totalmente chocado. Ele é autista e também tem dispraxia [um transtorno da coordenação motora], pelo que não digeriu o que estava a suceder até chegar a lar. Ele estava a ter um dia fantástico até isto suceder. Arruinou por completo o dia dele”, disse Sarah Kelly ao Liverpool Echo.

“O Ronaldo é o ídolo dele. Cada um gosta do que gosta e o Ronaldo é um grande jogador. O meu rebento disse sempre: ‘O Ronaldo vai lá estar?’. É um ícone. Até poderia compreender se o Jake estivesse a gesticular o telemóvel na rostro dele… Mas estava a olhar para a lesão. Ele é um rapaz autista e foi agredido por um jogador de futebol. É mal, porquê mãe, vejo as coisas”, concluiu a mãe do jovem sectário.


Nascente: https://observador.pt/2022/04/10/ronaldo-vai-ser-ouvido-pela-policia-britanica-depois-de-incidente-com-jovem-adepto/