Rúben Amorim quer mais Sporting em Tondela

Rúben Amorim, treinador do Sporting, espera muitas dificuldades na movimento a Tondela, levante sábado (20h30, SPTV1), partida da 29.ª jornada da I Liga em que pretende ver uma melhoria exibicional do Sporting.

“No último jogo, tivemos períodos menos bons”, reconheceu, tendo trabalhado esses aspectos com um grupo que “está num bom momento para voltar a fazer grandes exibições e, sobretudo, para vencer”, afirmou, em antevisão à próxima partida.


Na liceu Sporting, em Alcochete, Rúben Amorim lembrou a recente mudança de treinador no Tondela, com a ingresso de Nuno Campos para o lugar do espanhol Pako Ayestarán, notando que o contendedor mudou o sistema táctico, possuindo um maior conhecimento do Sporting.

“O Tondela precisa de pontos, mas sabe que vai defrontar uma equipa que luta pelo título, o que lhes retira pressão e ajuda nesse paisagem. Criaram-nos problemas em morada. Prevejo um jogo muito difícil, mas temos de vencer, jogar muito e continuar a não suportar golos”, realçou o técnico.

A crença em vencer todos os encontros até ao final da quadra mantém-se, embora Rúben Amorim reconheça o poderio que o líder FC Porto, com seis pontos de vantagem, tem apresentado durante o campeonato.

“O término aproxima-se e temos de lucrar os nossos jogos para estarmos mais perto caso um tanto aconteça. Se perdermos pontos, fica tudo mais difícil. O foco é vencer os nossos jogos semana a semana”, expressou, considerando que a pouquidade de Uribe nos “dragões”, por lesão, não dá vantagem ao Sporting, nem retira nepotismo ao FC Porto.

O médio João Palhinha e o avançado Nuno Santos são “baixas”, por punição, com Rúben Amorim a revelar que o medial marroquino Feddal sentiu uma dor no treino e também estará ausente, tendo chamado o jovem medial espanhol José Marsá aos convocados.

“O Tondela luta pela sobrevivência, com jogadores talentosos. Apresenta-se num 5x4x1, o que nos retira muito espaço para o nosso jogo. Temos de ser criativos e agressivos na forma porquê vamos brigar o espaço. Têm muita mobilidade, são fortes a trespassar a combinar, muito perigosos e estão motivados, pois ganharam na última jornada, considerou.

Com o clássico lisboeta já na próxima ronda, Rúben Amorim garantiu que não irá “poupar ninguém, nem subtrair a intensidade”, garantindo que até vão aumentar, considerando a movimento a Tondela “o jogo mais importante”.

Manadeira: https://www.publico.pt/2022/04/09/desporto/noticia/ruben-amorim-quer-sporting-tondela-2001858