Sevilha é a primeira cidade do mundo a qualificar ondas de calor

38921932

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem aproximação livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

No primeiro dia do verão de 2022, a capital da Andaluzia tornou-se na primeira cidade do mundo a dispor de um sistema de classificação e nomenclatura para períodos de muito calor, denominado de “ProMETEO Sevilha”.

A notícia foi avançada pelo El Confidencial, jornal ao qual o presidente da Câmara de Sevilha afirmou que a implementação do sistema “ajudará a planear e a agir perante a meteorologia, principalmente as ondas de calor, que normalmente atingem os mais vulneráveis”.

O Município ratifica o seu compromisso de luta contra as alterações climáticas através da redução das emissões e descarbonização e, em segundo lugar, através da adaptação, de modo a tornar Sevilha numa cidade resiliente e com um protótipo que aborde verdadeiramente as alterações climáticas e o aumento do calor”, disse Antonio Muñoz.

O “ProMETEO” classificará as ondas de calor em 3 categorias por ano, ordenando-as pela ordem inversa à do alfabeto. As ondas serão, também, classificadas de 1 a 3, sendo 3 a mais severa e 1 a de menor sisudez.

Los Angeles, Miami, Milwaukee, Kansas City, Misuri, Melbourne e Atenas também projetaram iniciativas idênticas à da cidade espanhola, categorizando as ondas de calor com base em dados meteorológicos e critérios de saúde pública.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Leia também:

  • Os inquisidores em Famalicão

  • Droga. Sala de ‘chuto’ no Porto “não resolve zero”

  • “Fui trabalhar com a minha mãe a dar-me a mão”

  • Vivenda Reîa: consumir e dançar no areão da Caparica

Leia também:

  • 3 mapas sobre risco ressaltado de incêndio na Europa

  • 90% do continente supra de 35 ºC na quarta-feira

  • 4h. Interno setentrião e núcleo sob aviso vermelho

  • Espanha em alerta com temperaturas supra de 45ºC

Leia também:

  • Alentejo regista a mais longa vaga de calor

  • Temperatura em Xangai atingiu 40,9 graus

  • Médicos de família manifestam-se neste sábado

  • Portugal vive em “guerra com a floresta”

Leia também:

  • Suspensa greve das tripulações dos Açores

  • Caso Pedro Nuno: “Não há zero para debater”

  • DGS. Vaga de calor provocou excesso de mortalidade

  • Alter. Prisão preventiva por roubo

Natividade: https://observador.pt/2022/07/14/sevilha-e-a-primeira-cidade-do-mundo-a-classificar-ondas-de-calor/