Tempo quente e sequioso mantém-se até 17 de Julho

O dia 6 de Julho marcou o início do aumento das temperaturas em Portugal Continental, que deverão manter-se até ao dia 17, esclarece o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) em expedido.

O maravilha meteorológico, que resulta da circulação de uma volume de ar muito quente e sequioso do Setentrião de África, está a contribuir para um aumento exponencial das temperaturas máximas que, esta quarta-feira, foram superiores a 40 graus em grande segmento do território.

Na mesma risca, esclarece o IPMA, “mantém-se a persistência da ocorrência de noites tropicais” com temperaturas mínimas a rondar os 20ºC na generalidade do país.

No litoral prevê-se uma descida de temperatura a partir do dia 15 de Julho, mas até lá mantém-se o aviso vermelho para todos os distritos, fora Faro que se encontra em alerta laranja. O vento fraco e moderado e os valores baixos de humidade no interno aumentam o risco de incêndio rústico “em quase todo o interno Setentrião e Núcleo e no interno do Algarve até ao final desta semana”, pode ler-se no expedido.

Na quinta-feira, Évora e Forte Branco, com 43ºC, serão os distritos com as temperaturas máximas mais elevadas. No litoral as temperaturas vão rondar os 30ºC em Faro e os 39 em Leiria.

Siga-nos


Natividade: https://www.publico.pt/2022/07/13/azul/noticia/tempo-quente-seco-mantemse-ate-17-julho-2013586