Ucrânia e Rússia mais próximas de um harmonia para desbloquear exportação de cereais

A Turquia anunciou que a Ucrânia e a Rússia chegaram a um entendimento sobre o desbloqueio das exportações de cereais. Depois de uma reunião em Istambul entre militares dos dois países e uma delegação da ONU, o ministro turco da Resguardo disse que o harmonia será formalizado na semana que vem.

“Chegou-se a um consenso quanto a um reencontro das delegações russa e ucraniana na Turquia na próxima semana. Todos os detalhes serão revistos e o nosso trabalho será assinado nessa reunião”, disse o ministro, Hulusi Akar, em transmitido às redacções.

Na reunião de quarta, que durou três horas e foi a primeira desde Abril em que russos e ucranianos estiveram face a face, ficou estabelecido que o núcleo de comando da operação estará em Istambul e que todas as partes vão controlar os navios à ingressão e saída dos portos. O projecto proposto pelas Nações Unidas prevê a geração de três corredores seguros no Mar Preto, contornando as minas colocadas em volta de Odessa. Hulusi Akar não especificou se será essa a solução adoptada.

“Constatamos que as partes estão dispostas a resolver oriente problema. Vamos trabalhar para apresentar resultados”, acrescentou o ministro.

A Turquia mantém boas relações com a Ucrânia e com a Rússia e tem levado vários esforços diplomáticos desde o início da guerra com vista a um cessar-fogo. Na próxima terça-feira, Recep Tayyip Erdogan encontra-se com Vladimir Putin em Teerão e esse poderá ser o cenário escolhido para anunciar o desbloqueio na exportação de cereais, que teria grande impacto no sistema nutrir mundial.

“Foi oferecido um passo importante e relevante, um passo no caminho para um harmonia abrangente”, congratulou-se António Guterres, acrescentando, no entanto, que “é preciso mais trabalho técnico para que o progresso de hoje [quarta] seja materializado”. O secretário-geral da ONU sublinhou que a reunião em Istambul mostra que Rússia e Ucrânia são capazes de falar, mas também reconheceu que “ainda há um longo caminho até à silêncio”.

A Ucrânia é um dos maiores exportadores mundiais de milho, cevada e óleo de girassol, sendo ainda responsável, em conjunto com a Rússia, por 30% da produção mundial de trigo. O sector agrícola representa 10% do PIB ucraniano e calcula-se que haja 20 milhões de toneladas de cereais prontas a transpor do país. Fora Odessa, a Rússia controla todos os outros portos ucranianos importantes nas costas do mar Preto e do mar de Azov.

Nestas negociações, a principal preocupação da Ucrânia era asseverar que a Rússia não aproveita a ocasião para combater Odessa, enquanto a principal preocupação da Rússia era prometer que os navios usados para transportar cereais não são usados também para fazer entrar armas e material militar na Ucrânia.

Manancial: https://www.publico.pt/2022/07/14/mundo/noticia/ucrania-russia-proximas-acordo-desbloquear-exportacao-cereais-2013641