Van Dunem reforma-se com 6750 euros por mês. Nuno Crato com 4472

A ex-ministra da Justiça, Francisca Van Dunem aposentou-se uma vez que juíza conselheira com uma reforma de 6750 euros por mês. Também o ex-ministro Nuno Crato reformou-se. Irá receber 4472 euros por mês.

Dois ex-ministros, de dois governos diferentes, vão passar, durante o mês de maio, para a situação de reformados. Trata-se da ex-ministra da Justiça do Governo socialista de António Costa, Francisca Van Dunem, e do ex-ministro da Ensino de Passos Coelho, Nuno Crato.

Segundo os registos publicados, na quarta-feira, pela Caixa Universal de Aposentações (CGA), em Quotidiano da República, Francisca Van Dunem, que acumulou com a Justiça a tutela da Governo Interna depois a saída de Eduardo Cabrita, vai receber uma pensão de 6750 euros por mês. A ex-ministra aposenta-se uma vez que juíza conselheira, embora nunca tenha exercido a função no Supremo Tribunal de Justiça.

Por sua vez, Nuno Crato passa para a situação de reformado uma vez que professor catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) com uma reforma de 4472 euros por mês.

Também da lista de aposentados a partir de maio constam os nomes da procuradora Cândida Vilar (5831 euros/mês), que investigou a invasão da ateneu do Sporting, em Alcochete, e de Luísa Madeira Mendes, consultora principal da Mando Pátrio de Comunicações (ICP) com uma reforma de 7233 euros/mês.


Natividade: https://www.jn.pt/pátrio/van-dunem-reforma-se-com-6750-euros-por-mes-nuno-crato-com-4472-14750283.html