"Vimos a cruel face do tropa de Putin", disse von der Leyen durante a visitante a Bucha

A presidente da Percentagem Europeia, Ursula von der Leyen e o Cima Representante da UE para a Política Externa e de Segurança, Josep Borrell visitaram, esta sexta-feira, a cidade de Bucha durante a visitante solene à Ucrânia e testemunharam o rasto de ruína e morte provocadas pelo massacre.

Durante a visitante, que foi acompanhada pelo primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, von de Leyen e Borrell viram a cidade onde ainda há cadáveres de civis por enterrar. “É impensável o que aconteceu cá. Vimos a cruel face do tropa de Putin. Vimos a imprudência e a frieza de coração com que têm ocupado a cidade. Cá, em Bucha, vimos a nossa humanidade despedaçada, afirmou von der Leyen, acrescentando que o mundo inteiro estava de luto perante a crueldade.

Visivelmente perturbada, a presidente sublinhou a valia da passagem por Bucha, que se tornou num símbolo de guerra, antes da reunião com o Presidente ucraniano, Volodimir Zelenskii, e reforçou a urgência de levar à justiça os responsáveis pelo assassínio de civis.

“A minha mensagem para o povo ucraniano: os responsáveis pelas atrocidades vão ser levados à justiça. A vossa luta é a nossa luta. Estou em Kiev hoje para vos proferir que a Europa está do vosso lado”, escreveu no Twitter.

Por sua vez, Josep Borrell anunciou que representantes da UE vão voltar a Kiev para que o conjunto europeu e a Ucrânia possam “trabalhar juntos de forma ainda mais directa e estreita”.

O encontro com o líder ucraniano, que acontecerá ainda esta sexta-feira, representa um gesto de solidariedade e suporte para com a Ucrânia. No entanto, também será discutido o quinto pacote de sanções contra a Rússia legalizado pela UE na quinta-feira.

Na semana passada, quando as tropas ucranianas chegaram a Bucha, encontraram centenas de cadáveres de civis que foram torturados e executados (alguns com as mãos atadas detrás das costas) pelas tropas russas quando estas ainda tinham controlo sobre a zona. Várias figuras da comunidade internacional classificaram o ataque de “massacre” e “delito de guerra” e exigem o julgamento de Moscovo pela crueldade.


Nascente: https://www.publico.pt/2022/04/08/fotogaleria/vimos-cruel-face-exercito-putin-von-der-leyen-durante-visita-bucha-407900