Zelensky: Rússia volta a provar que deve ser reconhecida uma vez que Estado terrorista

GettyImages 1241703948

.beginning-of-articles p {
background: #f3f3f3;
padding: 20px;
font-size: 16px;
}
body#dark .beginning-of-articles p {
background: #262626;
}

Tem aproximação livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Rússia deve ser reconhecida uma vez que um Estado terrorista. É o apelo que o Presidente ucraniano deixa na sequência do ataque russo que matou 23 pessoas na cidade de Vinnytsya.

O dia de hoje volta a provar que a Rússia deve ser reconhecida uma vez que Estado terrorista. Nenhum outro Estado no mundo representa uma ameaço terrorista uma vez que a Rússia”, afirmou Volodymyr Zelensky na informação diária habitual.

Num discurso dirigido não aos homens e mulheres da Ucrânia – uma vez que habitual -, mas ao mundo democrático, Zelensky lembrou os 23 civis que morreram no bombardeio russo, incluindo Lisa uma moçoila de quatro anos, uma dos três menores vítimas do ataque.

Vídeo mostra últimos momentos de moçoila de quatro anos antes do ataque que matou 23 pessoas em Vinnytsia

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo o último balanço divulgado pelo Serviço de Emergência Estatal ucraniano, 23 pessoas morreram no bombardeio, que também atingiu um núcleo médico. As operações de resgate tiveram de ser interrompidas a partir das 22h30 (hora sítio) e deverão ser retomadas na sexta-feira. Até agora, pelo menos 117 pessoas pediram assistência médica, 71 pessoas foram hospitalizadas, incluindo três crianças, e 29 civis continuam desaparecidos.

“E se alguém lançasse um ataque a um núcleo médico em Dallas ou Dresden, Deus nos livre, uma vez que seria chamado? Não diríamos que é terrorismo?”, reforçou o líder ucraniano.

Volodymyr Zelensky criticou a “audácia” da Rússia em “matar” no momento em que os seus crimes anteriores estavam a ser sujeitos a uma discussão internacional. Esta quarta-feira ficou marcada pelo encontro em Haia, nos Países Baixos, entre as autoridades judiciais de Bruxelas, os ministros dos Negócios Estrangeiros dos Estados-membros e os procuradores que investigam os crimes de guerra na Ucrânia.

O líder ucraniano considera que agora ninguém pode ter dúvidas de que um Tribunal Próprio sobre a agressão russa contra a Ucrânia é necessário o mais rápido provável: o terror é um “vírus” e se não for punido “só vai encorajar outros”.

Zelensky pede “tribunal peculiar” para julgar os crimes da agressão russa à Ucrânia

Leia também:

  • Os inquisidores em Famalicão

  • Das “rosas” à indemnização: as acusações de Tchizé

  • Mansão Reîa: consumir e dançar no areeiro da Caparica

  • Droga. Sala de ‘chuto’ no Porto “não resolve zero”

Leia também:

  • 1h. Incêndio em Ponte na Barca. Frouxe evacuada

  • Ucrânia. ONU e CE condenam ataque em Vinnytsya

  • Putin endurece medidas a “agentes estrangeiros”

  • Vídeo mostra moçoila antes de ataque em Vinnytsia

Leia também:

  • Bill Gates doará riqueza a instauração

  • Mãe russa soube nas redes sociais que rebento morreu

  • United, Chelsea, Arábia. Qual é o porvir de CR7?

  • Isabel com 17 processos. Tchizé sem 1,4 milhões

Leia também:

  • Previdência. Candidata a bastonária quer escolha

  • O ponto de situação dos incêndios

  • BE quer votações eletrónicas no parlamento

  • Crédito ao consumo aumenta 11,6% em 2021

Manadeira: https://observador.pt/2022/07/15/zelensky-russia-volta-a-provar-que-deve-ser-reconhecida-como-estado-terrorista/